Vamos Conciliar | Perguntas Frequentes
15820
page-template-default,page,page-id-15820,page-child,parent-pageid-15354,bridge-core-1.0.2,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-18.0.4,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.7,vc_responsive

Perguntas Frequentes

Considerando a necessidade de redução do litígio, com a finalidade de diminuir a propositura de demandas perante o Poder Judiciário, a redução de custos e a rapidez na solução do conflito é que a VAMOS CONCILIAR se apresenta como uma alternativa para auxiliar as empresas.

O que é Conciliação?

É um meio de solução de conflitos, em que as partes, por intermédio de um terceiro, neutro e imparcial – o conciliador – resolvem a controvérsia, firmando um acordo.. A conciliação é um processo consensual breve, indicado para conflitos mais simples ou restritos, preferencialmente nos casos em que não exista vínculo anterior entre as partes.

O que é Mediação?

É um instrumento consensual e eficaz de solução de conflitos, na qual um terceiro, neutro e imparcial – o mediador – facilita a comunicação, aproximando as partes e contribuindo na identificação dos pontos controvertidos. A mediação é indicada preferencialmente nos casos em que exista vínculo anterior entre as partes.

O que é Negociação?

É um processo de comunicação entre duas ou mais partes, sem a participação de um terceiro imparcial. Corresponde a arte de buscar acordos, estando às partes na presença de interesses comuns e posições divergentes. As próprias partes tem total controle sobre o procedimento e o seu resultado.

Como funcionam?

É feita uma primeira entrevista anterior ao início das reuniões de Conciliação/Mediação e Negociação. Ela tem o objetivo de informar sobre o que é o procedimento, e suas etapas. Avaliar se as questões trazidas são indicadas e considerar se as partes querem participar do processo.

Finalizado o procedimento com a obtenção de um acordo, será gerado um Termo, que conterá as informações das condições acordadas e valerá como Título Executivo Extrajudicial. Caso o acordo não seja construído entre as partes, será gerado um Termo de Não Acordo, cujo objetivo é formalizar que as partes não conseguiram chegar a um consenso.

Quem pode solicitar?

As reuniões são solicitadas por um dos interessados ou por seus advogados, e somente ocorrerá se houver interesse e vontade de ambas as partes. Uma vez iniciado o procedimento na plataforma on-line, elas serão realizadas com a orientação da Câmara ou do conciliador/mediador/negociador, podendo as partes participarem acompanhadas ou não de seus advogados.

Caso já exista um processo judicial em curso é possível se socorrer da Conciliação, Mediação e/ou Negociação?

Com certeza. Podem ser utilizadas antes ou durante o processo judicial, ou seja, em qualquer fase da ação judicial. Tais métodos surgem para desafogar o Judiciário, reduzindo o número de processos.

Quanto tempo pode durar os procedimentos?

O tempo de duração dependerá do tipo e persistência dos conflitos, da complexidade dos temas e do relacionamento entre as partes. As reuniões seguintes serão tantas quantas sejam necessárias para negociar a controvérsia. O processo pode ser interrompido a qualquer momento, se os envolvidos assim o desejarem.

Quais as vantagens para pessoas físicas e jurídicas?

Dentre as vantagens importa destacar a rapidez, a eficácia nos resultados, a garantia de privacidade e o sigilo absoluto, sendo um procedimento flexível, informal, econômico, e com segurança jurídica. Aliado a esses, promove a manutenção e melhoria do relacionamento, fortalece as partes e soluciona a controvérsia, reduzindo os desgastes emocionais e financeiros.

Também proporciona a preservação e a valorização da imagem das empresas, o aumento da satisfação e agilidade nas respostas às necessidades dos clientes, e ainda, a redução de custos judiciais.

Qual é a principal diferença entre Conciliação x Mediação x Negociação?

Conciliação – O conciliador auxilia no processo fazendo perguntas e sugerindo alternativas, mas são os acordantes que decidem.

Mediação – Diferente do que ocorre na conciliação, o mediador atua sem propor soluções para o acordo.

Negociação – Neste formato, nos são conferidos poderes negociais, por meio de procuração, e, então, atuamos em nome de uma das partes.