Login

Você sabe a diferença entre mediação e negociação?

Ambos os instrumentos são usados para tratar interesses opostos e divergências
sexta, 21 de setembro de 2018

Os dois procedimentos são autocompositivos, mas possuem algumas diferenças.Na mediação, embora a presença de um advogado seja importante, as partes são empoderadas a resolverem o conflito , e a presença de um terceiro imparcial – mediador - estimula que mesmo os conflitos mais complexos sejam acordados. 

Já na negociação, a comunicação é feita em uma espécie de mão dupla, quando ambas as partes têm interesses comuns e opostos. Ela envolve troca e tem como meta principal  fazer com que os objetivos pessoais ou profissionais, sejam concretizados e que as diferenças sejam resolvidas. É uma conversa direta entre as partes, sem a presença de um terceiro, onde os envolvidos lidam diretamente com o conflito o resolvendo de forma mais direta e assertiva.

Tanto a mediação, quanto a negociação, os métodos consensuais possuem uma série de benefícios: procedimento célere, um conflito que passaria anos na fila do judiciário pode ser resolvido em dias, as duas partes saem ganhando, já que as duas possuem autonomia para buscarem soluções satisfatórias para os envolvidos, maior adesão ao cumprimento do acordo e os custos são bem menores que na via judicial. Sem contar que o procedimento alivia a máquina judiciária que ainda possui uma taxa de congestionamento alta.

"Estamos caminhando para uma mudança de cultura. Nesse processo a cultura de pacificação irá que prevalecer”, ressalta a diretora da Câmara de Conciliação e Mediação Vamos Conciliar, Mirian Queiroz.

comentários

Fale Conosco

Entre em contato conosco e tire suas dúvidas sobre a conciliação.
Atendimento em horário comercial.