Login

Saiba o que é a mediação humanista

O processo foi desenvolvido na Europa e está fazendo sucesso na resolução de conflitos trabalhistas
quarta, 06 de setembro de 2017

A mediação humanista vai além da solução para o conflito e abre espaço para os sentimentos. Desta maneira, as duas partes conseguem expressar o que sentem em relação ao problema e ambos os lados conseguem entender a postura do outro.

A técnica foi desenvolvida pela francesa Jacqueline Morineau, em 1984, e é utilizada até hoje. O processo começou com a mediação penal e depois foi utilizada em outras áreas. No Brasil, vem ganhando destaque nas causas trabalhistas.

De acordo com a mediadora da Vamos Conciliar, Izabele Holanda, quando surgem conflitos que envolvem pessoas que se conhecem, ou seja, que possuem algum vínculo, é importante esvaziar todo o conflito, não resolver apenas a questão financeira. “Quando o reclamante coloca todo o sentimento que ele tem em relação à empresa, você possibilita um acordo diferenciado. E quando o funcionário escuta o lado do patrão, ele recebe a demissão de forma mais confortável”, explica.

Durante o processo da mediação humanista, o mediador tem um papel fundamental, ele acolhe o sentimento e passa para os envolvidos no caso, como se fosse um “jogo de espelhos”. Desta maneira, o profissional retira a condição de sofrimento e estabelece a paz e a harmonia entre as partes. Além disso, a técnica muda a visão das partes em relação ao conflito e busca o reconhecimento recíproco, já que em situações como essas os dois lados cometem erros. 

No Brasil, é comum as pessoas buscarem a Justiça para resolver litígios, muitas vezes estão tomadas pela raiva e recorrem ao Poder Judiciário sem pensar que existe uma alternativa mais rápida e econômica.  A solução pacífica de conflitos é um método antigo e muito utilizado nos Estados Unidos e em países da Europa, mas no Brasil ainda está em processo de desenvolvimento.

comentários

Fale Conosco

Entre em contato conosco e tire suas dúvidas sobre a conciliação.
Atendimento em horário comercial.