Login

Mediação é alternativa para solucionar conflitos entre alunos

Em 2016, uma escola de Vila Velha passou a utilizar os meios amigáveis para resolver conflitos entre alunos
segunda, 08 de janeiro de 2018

Os conflitos escolares não estão sendo julgados por um juiz e não há nenhum aluno sendo acusado por brigas escolares na Justiça, mas após as mudanças no Código de Processo Civil, a solução pacífica de conflitos ganhou força e não ficou restrita apenas ao Judiciário.

Colégios também estão utilizando a mediação para solucionar conflitos internos entre estudantes. É o caso da escola Unidade Municipal de Ensino Fundamental Professor Darcy Ribeiro, em Vila Velha/Espírito Santo, que começou a usar a mediação em 2016, para que os próprios alunos conseguissem entender os seus conflitos.  Estudantes de 11 a 14 anos são “Mediadores da Paz” e evitam discussões na hora do intervalo e dentro da sala de aula.

A escola é assessorada por uma juíza da 1ª Vara da infância e juventude. Professores e alunos receberam cartilhas e cursos explicando o procedimento. De acordo com a professora de Ciências Vera Barcelos a experiência é muito válida. “Os alunos estão ficando mais responsáveis e passaram a entender melhor as razões que levam o próprio colega ao conflito. Eles conversam na sala, no pátio e isso tem resultado em menos brigas dentro do colégio”, explica Vera.

Para a diretora da câmara privada Vamos Conciliar Mirian Queiroz, é muito importante que crianças e adolescentes saibam administrar seus conflitos e saibam ouvir o outro. “Achei a ideia fantástica. É fundamental formarmos adultos que tenham empatia, que saibam ouvir e resolver um conflito de maneira amigável. Teremos cidadãos conscientes e que saberão utilizar de maneira adequada o Judiciário, caso seja necessário”, diz Mirian.

comentários

Fale Conosco

Entre em contato conosco e tire suas dúvidas sobre a conciliação.
Atendimento em horário comercial.