Login

Causas trabalhistas lotam acervo do TST

A Justiça do trabalho recebe mais de dez mil ações por dia. O Brasil é país com o maior número de reclamações trabalhistas no mundo
segunda, 29 de janeiro de 2018

No ano passado, o Tribunal Superior do Trabalho (TST) julgou 281 mil processos, mesmo assim, o número de causas na corte aumentou. No início do ano o TST contabilizava 248 mil ações e fechou o ano com 252 mil, dados apresentados pelo presidente da corte, ministro Ives Gandra Martins Filho. 

São mais de três milhões de novos processos por ano, em média, a Justiça do Trabalho recebe 11 mil ações por dia. Esses números tornam o Brasil o país com o maior número de reclamações trabalhistas no mundo. Além disso, o excesso de demandas é um dos responsáveis pela morosidade do sistema Judiciário. 

Mas não é só a judicialização desenfreada que contribui com a morosidade e congestionamento da máquina Judiciário: a falta de juízes também favorece o congestionamento do Poder Judiciário. No Brasil, há 8,2 magistrados para cada 100.000 habitantes, ou seja, é humanamente impossível que os juízes consigam julgar de maneira célere todos os casos que chegam a suas mãos.

De acordo com o relatório “Justiça em Números 2017”, do Conselho Nacional de Justiça, nos últimos sete anos a taxa de congestionamento do Poder Judiciário se manteve acima de 70%. Todos os anos surgem novas ações, principalmente causas trabalhistas

Para a diretora da Vamos Conciliar Perla Cruz o uso indevido da Justiça é um dos principais motivos do congestionamento. “É preciso usar a Justiça com consciência, muitas causas trabalhistas podem ser resolvidas por meio da mediação e de maneira rápida. O símbolo da justiça é  a balança, ou seja, é necessário ter os dois lados equilibrados, e os métodos autocompositivos buscam justamente isso", explica Perla.

 

Imagem do link: Secom/TST

comentários

Fale Conosco

Entre em contato conosco e tire suas dúvidas sobre a conciliação.
Atendimento em horário comercial.